27 de dez de 2010

NOVO LIVRO DE MÁRCIA SANCHEZ LUZ

Quero-te ao som do silêncio!

Editora Protexto lança Quero-te ao som do silêncio!, livro de sonetos de Márcia Sanchez Luz, prefaciado pelo jornalista Caio Martins e quarta capa com comentários de Leila Míccolis, Rogel Samuel, Graça Graúna, Marco Bastos, Jorge Sader Filho e Airo Zamoner.


"Márcia trata a forma poética como artesã, dominando materiais e ferramentas nos limites das potencialidades. Entalha e esculpe, pinta e tece sem esforços, lapida e compõe em ritmo impecável, como que em métrica de cadência sinfônica.

Há que ter, todavia, inteligência e sensibilidade para deles auferir dimensões humanas tênues e vitais, pois Márcia torna-se, pela límpida criatividade e autonomia, numa referência para quem vive significados intensamente.

E nos chega suavemente e sem alaridos, transcendendo a mera alegoria e revelando, aliciente e plena, até do mais corriqueiro, a Poesia. "Quero-te ao som do silêncio!" é um convite a partilhar desse encantamento." (Caio Martins).

Capa: imagem do quadro "Despida de Gravidade", do artista plástico Gustavo Saba, gentilmente cedida pelo autor.

Para adquirir o livro, basta clicar na capa ou no site da Editora.


"Bandolins" - Oswaldo Montenegro.




21 de dez de 2010

NATAL 1987

Caio Martins

À Cristina Lima.












(img: j.foster - divulgação - 2001)

Volto meteórico
da Buenos Aires cafetina
por átimos de tua presença
e não encontro ninguém.
Nada... menina...

Quando, profano e safado
atingido no plexo
recolhi estropiadas asas
em bar inóspito no coração de São Paulo
dormias impune com teu ardor
e Mistérios de teu sexo...

Lá fora havia
hiatos rangentes
de estuporado espasmo,
triste festa tardia.

Ah!, se no teu sono eu,
atrevido, galante,
ectoplasmático
anjo safado, atônito
me materializasse em tua cama...

Acariciaria desvelado
cada de teus poros
e no lamento de teus orgasmos
o natal do dia escancarado
me despedaçaria com sua luz,
anjo profano vitimado
na aura doída de São Paulo.

Natal?
Não, hoje não é mais nada
nenhum dia...

(Casa Rosada - 25/12/1987 - Pensão da Zulmira.)


10 de dez de 2010

CANÇÃO PARA DENISE

Caio Martins
Em homenagem a Márcia Sanchez Luz.









(img: cvm - lenda - "mulher, imagens e poemas" nov99)

Pintura torpe
no descompasso
do tempo trágico
que não te faz eterna
mas fugaz,
que não te perpetua
mas corrói,
que não te dá
senão curto esplendor
que me deleite...

Mulher, mulher
que fizeste a algum deus
esfarrapado e troncho
que te corrompe
enquanto és linda
e te abandona
quando és lenda...

(publicado em 27/03/09)



"Teresinha" - de Chico Buarque, com Maria Bethânia.

Categorias, temas e títulos

Seguidores