5 de mar de 2013

Cortesãs

Caio Martins















(imgart: cvm - kunstlerintv)   


Quando eu não quis morrer, Ela
chegou-se mansa e doce e bela
a perguntar “... e, se se despisse?”...

Arcano das lides e tolices
das (e)ternas prostitutas das ruas
desfrutei-a plena e louca e nua.

Tanto brincamos, vezes tantas
a violar lugares (con)sagrados
bares, templos, gramas, cantos
até partir, tonta de pecados.

Paguei seu preço não pelos ardores,
mas, para que se fora. A Morte
cedeu ao me eximir de seus  favores
emprestando-me à Vida e sua corte.

8 comentários:

  1. A Vida é uma festa, mas o ingresso e a taxa de permanência podem ser muito caros...
    Abraço, amigo Caio.
    Jorge

    ResponderExcluir
  2. Sem sombra de dúvidas, meu caro Jorge. E, de fato, estamos nela emprestados, senão de penetras, como digo no poema. Forte abraço.

    ResponderExcluir
  3. Tudo tem dois lados, tudo tem um preço...Gostei do poema. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pela gentileza, Shirley! Volte sempre, a casa é sua! Abçs.

      Excluir
  4. Caio
    Nessa altura do "campeonato" vou aceitar a propaganda que diz que "sexo é vida"...
    Abraço. MM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois, Milton, assim é! A questão indissolúvel é saber quem vai te levar pra cama...
      Abraços.

      Excluir
  5. Caio, que lindo poema abordando as várias etapas da vida, de como as transformações ocorrem, mesmo que seja sem que se queira... Vida e morte se encontram e se desencontram como se lutassem entre si para ver qual delas ganha. Que bom que a primeira venceu!

    Beijos

    Márcia

    ResponderExcluir
  6. São diversidades que fazem parte de um só ciclo, embora possamos definir o roteiro. Mas no fim, a única certeza absoluta prevacele, quando a vida devolve o empréstimo. Beijos, grato por sua presença.

    ResponderExcluir

Na busca da excelência aprende-se mais com os inimigos que com os amigos. Estes festejam todas nossas besteiras e involuímos. Aqueles, criticam até nossos melhores acertos e nos superamos.

Categorias, temas e títulos

Seguidores