17 de mai de 2012

ANJO NEGRO

Caio Martins
 












(img: niko tavernise - portman - cisne negro)

Anjo negro, avassalo
escalo, formo e conformo
teus sentires, teu prazer.

Cubro-te com noite vã
baça e lassa e terçã
lasciva e ímpia e farta.

Mas, partirás de mim, mero
exilado ébrio das trevas
clandestino de teus nichos.

Virá o inferno, luz do dia
que o meu fascínio corrói
e irás lívida e leve e livre...

Eu? Restarei desfeito
borrão imprevisível
entre a alvura dos lençóis...

(scs - 12/05/12)



Categorias, temas e títulos

Seguidores