1 de mai de 2009

CECÍLIA


Caio Martins









(img: cvm - ceci e a rosa-2001/09)

Menina feita de mar
de amores, de maresia
de noite se faz de bicho
se faz de gente de dia.

De dia se faz de areia
de noite, de fantasia
Cecília feita de sal
de sol e de ardentia.

Desfaz mistérios da rosa
desfeita em ar de preguiça
de paixão sem endereço.

Mas quando Cecília nua
se enrosca no meu abraço
o mundo vira do avesso.

4 comentários:

  1. O Sader não reparou. O poema é feito por quatro trovas e um terceto. Classe...

    ResponderExcluir
  2. Tem que ver o mano-véio na roda de samba no improviso e no repente de quadra e quadrão.... O mané tinha que se meter nessa porra de pólitica e quase a gente perde o poeta agora taí de volta tá ligado?? e fui..,.

    ResponderExcluir
  3. Caio
    Poesia singela, bonita, boa rima. Como pode nota, gostei muito. Milton Martins

    ResponderExcluir

Na busca da excelência aprende-se mais com os inimigos que com os amigos. Estes festejam todas nossas besteiras e involuímos. Aqueles, criticam até nossos melhores acertos e nos superamos.

Categorias, temas e títulos

Seguidores